Os produtos do nosso cotidiano que precisam de testes de estanqueidade

A realização de teste de estanqueidade é fundamental dentro de diferentes indústrias, pois, é a partir dela que se pode promover mais qualidade e segurança aos produtos em toda a sua cadeia, desde o envase e armazenagem, até a logística e a sua devida comercialização no mercado.

Por isso, o teste é feito nos variados tipos de embalagens e insumos, muitos deles presentes no dia a dia dos consumidores brasileiros.

Quer saber mais sobre o tema e conferir alguns exemplos de produtos de nosso cotidiano que precisam passar por testes de estanqueidade? Então, confira até o final e aproveite a leitura!

Qual a importância dos testes de estanqueidade nos produtos?

O teste de estanqueidade visa justamente assegurar mais qualidade e segurança às embalagens de produtos diversos, permitindo identificar possíveis riscos, vazamentos, rachaduras e rupturas nas superfícies, que por sua vez, podem gerar a perda, desperdício ou contaminação do conteúdo.

Na prática, o teste de estanqueidade é realizado conforme procedimentos normativos que garantem um padrão mínimo de qualidade para o manuseio, logística e comercialização daquele determinado produto.

Que tipos de testes são necessários nas embalagens?

Há diferentes tipos de testes que podem ser realizados para garantir a resistência e a qualidade das embalagens de produtos diversos, com destaque para a indústria alimentícia, farmacêutica e química.

Confira abaixo alguns exemplos mais comuns em relação a esses testes:

  • Teste de resistência ao impacto (ASTM-D880)
  • Drop test (ASTM-D5276)
  • Temperatura de armazenamento (ASTM-D3103)
  • Teste de compressão dinâmica (ASTM-D6641)
  • Teste de hermeticidade (ASTM-F2338 e ASTM-F2096)
  • Resistência de embalagem (ASTM-F1140 e ASTM-F2054)

E que produtos do cotidiano passam por testes de estanqueidade?

Como bem destacamos, são inúmeros os produtos de nosso cotidiano que passam por testes de estanqueidade das suas respectivas embalagens, com um destaque especial para as produções da indústria alimentícia, farmacêutica e química.

Quer conhecer alguns exemplos, então confira a seguir:

  • Embalagens de alimentos sólidos (biscoitos, snacks, refeições congeladas, salgadinhos, alimentos ensacados em embalagens herméticas etc.);
  • Embalagens de alimentos líquidos (sucos, bebidas lácteas, sobremesas prontas, refrigerantes, cervejas, bebidas enlatadas ou engarrafadas em geral);
  • Produtos químicos (insumos para lavanderias, desinfetantes, galões com tampas plásticas, sabões líquidos etc.);
  • Fármacos e medicamentos (remédios envasados, capsulados, produtos de suplementação, cartela de comprimidos etc.);
  • Produtos especiais (embalagens de lubrificantes e outros líquidos automotivos, óleos, embalagem de rações para animais, etc.).

Em resumo, essas são alguns exemplos de produtos do nosso dia a dia que, em geral, precisam passar por testes de estanqueidade e para entender melhor a importância desses procedimentos na indústria, justamente para garantir mais qualidade e segurança de seus produtos, tanto dentro das operações, como no consumo final de seus clientes.

E se você gostou e quer saber mais sobre esse tema, não deixe de conferir outras publicações em nosso blog. Até a próxima!

Imagem: divulgação

Gostou? Compartilhe!

LinkedIn
Facebook
WhatsApp

ARTIGOS RECENTES

Conheça os produtos que podem ser testados pela TEX
Testes de hermeticidade ajudam a reduzir desperdícios
Como evitar vazamentos nos seus cosméticos durante a viagem?
Embalagem Blister: quais os riscos de um vazamento?
Como um vazamento na embalagem pode influenciar na qualidade do seu café?